domingo, 21 de junho de 2020

Mais de 9.000.000 de casos de Covid-19 no mundo. Sorvedouro de milicianos: prisão de queiroz e fuga de weintraub são sintomáticas do colapso do bolsonarismo. Desgoverno militar leva o “Brasil acima de todos...” na tabela mundial de Covid-19


Mais de 9.000.000 de casos de Covid-19 no mundo.

 

Sorvedouro de milicianos: prisão de queiroz e fuga de weintraub são sintomáticas do colapso do bolsonarismo. Desgoverno militar leva o “Brasil acima de todos...” na tabela mundial de Covid-19


Cheiro nauseabundo:
esquemas da famiglia bolsonaro começam a ser expostos, integrantes presos, outros se evadem enquanto podem e a derrocada do bando é iminente.



Em apenas 6 dias, Mundo pulou de 8 milhões para 9 milhões de casos de #COVID19.

Mais de 9.000.000 de casos de Covid-19.
Ao contrário da anunciada redução de ocorrências propagada em coral pela mídia corporativa, atendendo apelos dos capitalistas, assistimos ao incremento acelerado de novos casos de coronavírus.
A desfaçatez (“E daí?”) de descartar dezenas de milhares de vidas das classes mais vulneráveis, sob o pretexto de que a “economia não pode parar”, arremessa incessantemente os mais pobres para aglomerações e mortes evitáveis.
A incúria e a insensibilidade nos levarão, em um mês, a mais de 2.000.000 de infectados e mais de 100 mil mortes de Covid-19 no país. Sem contar a imensa subnotificação.
Mais uma obra do desgoverno militar.
#DesgovernoMilitar leva o #BrasilAcimadeTodosnaTabelaMundialdeCovid19

Todos os avisos foram dados.
Todas as trombetas foram tocadas.
Nem todos os fatos contundentes foram suficientes para modificar a desrazão bolsonarista, que transita no círculo estreito do negacionismo e do “é o destino de todos morrer”.
Os ouvidos milicianos sempre estiveram moucos diante da gravidade da pandemia. A inação e o desprezo bolsonarista pelas numerosas vidas que se perdem dia a dia demonstra, de maneira insofismável, que não havia uma “escolha muito difícil” entre extremos, como enganosamente a mídia corporativa iludiu milhões de pessoas nas eleições ilegítimas de 2018.
A decisão real, escamoteada pelo consórcio golpista, era entre um rematado fascista e um professor democrata. Não havia a dificuldade insidiosamente repetida pelas classes dominantes. Houve má-fé e prevalecimento da vontade de canalhas.
As oligarquias impuseram bolsonaro sabendo quem era a figura sombria, que nunca escondeu sua sórdida maneira de conceber o mundo primário e tosco de sua mente perversa, na qual a convivência entre as pessoas seria impossível. Sujeito que a vida toda fez apologia da tortura e de seus profissionais, ameaçou com a eliminação seus adversários, vomitou incessantemente brutalidades racistas, misóginas e um cipoal de falas e atos incivilizados.
Os endinheirados, alérgicos à mínima distribuição de renda e incipiente justiça social, preferiram mergulhar o país no caos fascista.
Entrincheirados nos terminais eletrônicos das corretoras, especulam numa economia paralela desatrelada da economia real. Nesta, as pessoas padecem concretamente dos efeitos das jogadas e trapaças do cassino financeiro daquela realidade virtual.
Por sua vez, o miliciano instalado no Planalto não tem tempo, aptidão, competência nem nunca teve quaisquer outros atributos mínimos para estar no cargo que ilegitimamente ocupa.
A “meritocracia” da criatura, na realidade, é um imenso pacote — de manipulações, lawfare, fake news, golpe de Estado e crimes diversos —presenteado pela burguesia “brasileira” em cumplicidade com o judiciário, militares, milicianos, mídia corporativa e demais golpistas.
O indigitado, então, dedica todas as horas, minutos e segundos das 24h de cada dia para tentar o impossível: esconder o vazamento de escândalos da famiglia, de comparsas e da legião de satélites que parasitam em seu entorno.
É a metástase, o colapso do desgoverno arquirreacionário — com a profusão de esquemas sendo expelidos em explosões vulcânicas do esgoto das rachadinhas, de Rio das Pedras, do Escritório do Crime, das fake news, dos laranjais e das tramoias próprias desse submundo conhecido há muito pela elite brasileira, que preferiu entregar o país à corja miliciana com a ladainha de “evitar o PT” —, que alterou o contexto da luta que se trava contra o obscurantismo.

Mundo: 9.003.148 casos de Covid-19 (com 468.602 mortes), após 6 dias de atingir o oitavo milhão.

O primeiro milhão de casos foi alcançado em 02/04/2020 (com 51.354 mortes), 82 dias depois do início da pandemia: 10/01/2020.

O segundo milhão de casos foi alcançado em 15/04/2020 (com 127.587 mortes), 13 dias depois do primeiro milhão.

O terceiro milhão de casos foi alcançado na manhã de 27/04/2020 (com 207.265 mortes), 12 dias depois do segundo milhão.

O quarto milhão de casos foi alcançado em 08/05/2020 (com 275.914 mortes), 11 dias depois do terceiro milhão.

O quinto milhão de casos foi alcançado em 20/05/2020 (com 325.239 mortes), 12 dias depois do quarto milhão.

O sexto milhão de casos foi alcançado em 29/05/2020 (com 366.039 mortes), 9 dias depois do quinto milhão.

O sétimo milhão de casos foi alcançado em 07/06/2020 (com 402.683 mortes), 9 dias depois do sexto milhão.

O oitavo milhão de casos foi alcançado em 15/06/2020 (com 436.130 mortes), 8 dias depois do sétimo milhão.

O nono milhão de casos foi alcançado em 21/06/2020 (com 468.602 mortes), 6 dias depois do oitavo milhão.


Oficialmente, o Brasil tem 1.073.376 casos (2º lugar no mundo), com 50.182 mortes (sendo que há estimativas de que os números reais devam ser superiores a 10.000.000 de casos, pois a quantidade de testes realizadas no país é irrisória). 

Em um mês, a seguir nesse ritmo, o Brasil ultrapassará 2.000.000 de casos e mais de 100.000 mortes de Covid-19.

O titanic bolsonaro-militares-milicianos tem rachaduras estruturais que levam as águas revoltas para o interior da embarcação fétida, evidenciando todos os defeitos especiais dos elementos despreparados, oportunistas e aventureiros, que fraudaram as eleições para dar curso livre a seus negócios escusos no interior do Estado.

Diante das primeiras intempéries, o suposto capitão e seus apaniguados choram, rangem os dentes e culpam, de novo, o PT, a China, a lei da gravidade, a Terra redonda, as Ciências e os Conhecimentos em geral.



Os ratos pulam fora

Quando o tosco é imprestável, ele é descartado.

E a História ensina que os ratos fogem.

Os ilusionistas continuam exercendo a prestidigitação.

O JN, por exemplo, tem tanta capivara nas costas por ter apoiado TODOS os golpes de Estado no país, que seus malabarismos retóricos não conseguem mascarar suas digitais e seu DNA na gênese da derrubada de Dilma, na ascensão de michel temer e no caos bolsonaro. Enjeitar a cria fascista, quando ela é inservível, não muda o que é a Globo.

A maquiagem para esconder os vínculos atávicos e viscerais que a Globo e demais oportunistas têm com o fascismo bolsonarista, infelizmente, ainda engana muitos incautos.

A Globo criminaliza movimentos sociais, se posiciona contra a distribuição de renda e o SUS, persegue o PT com as mentiras de sérgio moro e cia., e, mesmo assim, até pessoas não imbecilizadas são hipnotizadas pelo truque.



queiroz preso, weintraub foge, ratos escafedem-se.

wassef diz que é bolsonaro e vice-versa.

rosângela moro afirma que moro é bolsonaro e vice-versa.

Precisa desenhar?



Tarefa de democratas

Interromper imediatamente os pesadelos: o pandêmico e o do pandemônio.

Combater com tenacidade a necropolítica e seus promotores.

Dar um basta ao fascismo.



Corolário

Para se respirar, o país deve passar por um processo de desfascistização.

Ou seja, desbolsonarizar o Brasil é exigência civilizatória.

Siga a Ciência. Ignore os idiotas e seus chefes.

O messias miliciano é um cristão fake. Ele tem compulsão por mentir. E o faz de maneira premeditada, com metodologia.

A verdade, para ser suportada, precisa ser acompanhada de amizade e amor.

Mantenha a serenidade e proteja sua família.

Coragem e determinação.

Vamos superar mais essa árdua batalha histórica.

Avise aos demais.

Não há mágica.


Nem feijão milagroso do pastor valdemiro, nem as promessas de cura inexistentes de edir macedo ou malafaia da vida.


Não caia em armadilhas dos mercenários da fé.


Não se iluda.


Enquanto não houver vacina, todos pedimos sua colaboração adotando o distanciamento social e as medidas de higiene e precaução fundamentais.

Assim como outras doenças, a #Covid_19 será derrotada pela Ciência e pela perseverança de pesquisadores.

E essa vitória será mais rápida com a simultânea derrota do arquifascista que nos inferniza de manhã, à tarde e à noite.

A luta continua!


*****

#ForaBolonaro
#EleiçõesGeraisJá

Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho



*****


Conheça também:


Se a cadela do fascismo está sempre no cio,
a luta antifascista deve ser constante.



O combate em sociedades totalitárias






Como encontrar os livros da Editora Cia. Fagulha:




Livraria Blooks
Shopping Frei Caneca - Rua Frei Caneca, 569 / 3º Piso

Livraria Augôsto Augusta
Rua Augusta, 2161

Livraria Zaccara
Rua Cardoso de Almeida, 1356


Caso preferir, envie sua consulta para o e-mail: atendimento@ciafagulha.com.br

Tel.: (11) 3492-3797


Nenhum comentário:

Postar um comentário