segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Retrospectiva 2019 – Parte 1


Retrospectiva 2019 – Parte 1


Boçalnato, parceiro da cabeça vazia Oficina do Olavo, estimula seus semelhantes a agredirem as artes, as ciências e demais conquistas civilizatórias.

1. Em 2019 constatamos o avanço de hordas fascistas incumbidas de espalhar intimidação e terror.

2. Regressiva, a marcha da insensatez busca demolir/destruir marcos civilizatórios básicos, tidos como expressão do “comunismo” e de “esquerdopatas” pela matilha ignóbil dos seguidores de Boçalnato.

3. A imprensa corporativa, mãe do grotesco reacionário, se recusa a assumir a maternidade da criatura abjeta, apesar dos exames de DNA comprovarem que os oligopólios de comunicação conceberam, amamentaram e protegeram a figura atroz, “naturalizando” o dantesco ogro.

4. Direitos trabalhistas, sociais e previdenciários foram dizimados sem dó nem piedade, seguindo as ordens da burguesia brasileira nostálgica dos “bons tempos da escravidão, nos quais não havia reclamações ou processos trabalhistas, e os rebeldes/recalcitrantes eram açoitados e mortos, como castigo exemplar, para a tranquilidade dos homens de bens”.

5. Com o avanço inaudito de condições precárias, a uberização se dissemina largamente por todos os quadrantes, evidenciando as práticas lesivas aos direitos humanos perpetradas por cristãos fakes que reatualizam teorias darwinistas sociais para justificar o descarte de milhões de brasileiros por serem “inempregáveis”, ou seja, aptos à extinção programada e deliberada do neoliberalismo de Paulo Guedes e outros arquitetos dos campos de concentração contemporâneos, repudiados pela esquerda.

6. Inerte, o sistema de justiça assiste impávido a sucessão de destemperos, impropérios e crimes de responsabilidade praticados à mancheia pela sinistra personagem (alçada ao poder por meio do golpe de estado e fraudes eleitorais), cujos atos depõem claramente contra seus eleitores e, em especial, contra as classes dominantes escravagistas e incansáveis defensoras de esquadrões da morte, milícias e demais formas opressivas que o capitalismo, deixando as máscaras de lado, lança mão de torpezas ilimitadas quando se imagina / se vê ameaçado.

7. Rematados idiotas exibem com orgulho o troféu de sua estupidez como se fosse algo elogiável e que se pudesse vangloriar.

8. As artes e as ciências são bombardeadas por incultos e trôpegos iletrados que se imaginam soldados de Cruzadas Modernas com a missão de impedir a difusão do “marxismo cultural” e, ao mesmo tempo, solapar as conquistas do processo civilizatório que caracterizam a nossa humanidade.    

9. Terraplanismo, “meninos vestem azul e meninas vestem rosa”, “peixes inteligentes que fogem do óleo nas águas poluídas”, preconceitos ilimitados e sandices equivalentes são utilizados para distrair grande parte da população, enquanto o governo lacaio de Boçalnato, em genuflexão, entrega descarada e desabridamente o patrimônio nacional às multinacionais, mormente as estadunidenses.

10. Ao mesmo tempo, a familícia — afogada no mar de lama de chocolates, rachadinhas, lavagens de dinheiro, organização criminosa, peculatos, laranjais, fake news, financiamento empresarial de campanha e um cipoal diversificado de atividades ilícitas — com mãos trêmulas e balbuciando desculpas esfarrapadas, mas confiante na proteção da justiça burguesa a seus prepostos, tripudia da lei e dos códigos de convívio, obrigando este escriba a reafirmar os 10 pontos óbvios nesta postagem.

 

 

*****


#LulaLivre
#EleiçõesGeraisJá



Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho


*****

Conheça também:







Tel.: (011) 3492-3797



Nenhum comentário:

Postar um comentário