sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Golpe de Estado no Brasil e na Bolívia - a diferença está nos jovens soldados e na reação popular de bolivianos


Golpe de Estado no Brasil e na Bolívia:
a diferença está nos jovens soldados e na reação popular de bolivianos

Na Bolívia:
Amotinaram-se jovens soldados aquartelados, desobedecendo o alto comando do Exército.
Negam-se a reprimir, exercer a violência.
Recusam-se a matar seus pais, suas mães, seus irmãos, seus primos.
Marcham em apoio aos manifestantes que buscam restabelecer a democracia contra os golpistas de estado plurinacional de Bolívia.



Na Bolívia: 

Mobilizações populares massivas podem frear e derrotar
o golpe de Estado das oligarquias bolivianas.


No Brasil, as Forças Armadas aplaudem o entreguismo descarado do arquirreacionário Bolsonaro, representante dos ricos nacionais e estrangeiros.

Tal qual um exército de ocupação, a mando dos ditames de Trump, ocorre a imposição e a defesa de vontades imperialistas, ou seja, apenas interesses antinacionais, antissociais e antidemocráticos são reverenciados.

Classes trabalhadoras têm todos os dias seus direitos esmagados, surrupiados e devastados pelos prepostos do grande capital.

Quem sabe um dia as classes populares também despertem no Brasil.

 

Confira também:

A "juíza" que copia moro e suas sentenças injurídicas

Dicionário do Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho – Parte 1

Dicionário do Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho – Parte 2



*****


#LulaLivre
#EleiçõesGeraisJá



Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho


*****

Conheça também:








Tel.: (011) 3492-3797



Nenhum comentário:

Postar um comentário