terça-feira, 13 de agosto de 2019

Al Capone fala de sua admiração por Eduardo Cunha e do juiz que recusou a rotina da Lava jato, a saber, apreender o celular do ex-deputado no momento da prisão. Parte III


Al Capone fala de sua admiração por Eduardo Cunha e do “juiz” que recusou a rotina da Lava jato, a saber, apreender o celular do ex-deputado no momento da prisão. Parte III

Al Capone: Bozo não para de excretar pela boca.
Vou terminar logo meu estágio na República de Curitiba e dar o pinote.
 
Depois do sucesso da Parte I e da Parte II, novos trechos da entrevista de Al Capone ao Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho.

Al Capone fala sobre Eduardo Cunha e “juiz” moro no país da Familícia acima de tudo. Mamata acima de todos.

Se Eduardo Cunha abrir o bico
Receio de moro (dallagnol e demais golpistas) de que venha a público registros do celular de Eduardo Cunha, mapeando as teias organizativas e os protagonistas do golpe de 2016, tem efeito sísmico de abalos em 10,0 na Escala Richter. E subindo. E explodindo o teto.

Gerenciar informações da anatomia e funcionamento do golpe de Estado
Imenso arquivo com a genealogia, desenvolvimento e consumação do golpe de Estado, Eduardo Cunha recebeu para si e sua família benesses generosas do "juiz" moro. Delatar atores e beneficiários do golpe deixaria a classe dominante em nudes desmoralizadores fatais.


Lei de mercado
Eduardo Cunha, como todo bom profissional do ramo, farejou o interesse de seus parceiros na empreitada naquele momento e, de novo agora, voltou a elevar seu preço para guardar segredos tão temidos pelos golpistas de punho de renda.

Informação é poder
A oportunidade faz o ladrão, dizem. Entendendo a ocasião, Eduardo Cunha inflaciona sua mercadoria e a transforma numa Mega-Sena acumulada diária e contínua. Achaca, chantageia e expande o valor de sua cobiçada e valiosa commodity.

Know-how dos crimes das classes dominantes
Em meu estágio na República de Curitiba, em breve, devo fazer entrevista clandestina com Eduardo Cunha para aprender o know-how dessa mente meliante que conhece com desenvoltura os intestinos e o modus operandi das cortes palacianas e das engrenagens de milicianos.

Lei da proteção
Seletivamente, "juiz" Moro protegeu Eduardo Cunha, Aécio, Temer etc.
Está no epicentro do golpe de 2016 e na "vitória" de Bozo. Essa de ser juiz do jogo, comemorar com o time ganhador e, em seguida, se enfiar no governo e pretender instantaneamente atalhar e pular para a suprema corte é, até mesmo para nossos padrões na máfia, de uma cara deslavada que me deixa ruborizado, mesmo eu tendo praticado atividades que são consideradas excessivamente brutais por esse pessoal dos direitos humanos.

Memórias não autorizadas do “juiz” moro
Logo mais um comunistinha qualquer escreverá as memórias não autorizadas de moro, dizem até que já está em andamento essa escritura, trazendo revelações estarrecedoras que surpreenderão os adeptos fanáticos e, até mesmo, seus críticos, tal o grau de detalhes desabonadores que emergirão.

Escafeder-se o mais rápido possível
O referido livro de memórias tem um potencial tremendo de emporcalhamento de reputações dessas vestais, também chamadas de moralistas sem moral, com ou sem fardas. Quando a merda for espalhada pelo ventilador, o estrago será de tal magnitude que, antes, eu abreviarei minha passagem por aqui acelerando para concluir meu estágio na República de Curitiba, ou seja, não ficarei bestando para ver o esgoto tomar conta dos colarinhos-brancos dos “cidadãos de bem”.


Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho


*****

#LulaLivre
#SequestrodeLula é luta de classes: 494 dias.
Moro & Bolsonaro: #PatriotasdoEstrangeiro
Marielle e Anderson assassinados em 14/03/2018: 517 dias.
Teori Zavascki (?) em 19/01/2017.
Quem matou Teori?
#QuemMatouTeori?
#EleiçõesGeraisJá

Fanatismo religioso é arma de reacionários para destruir a Democracia.

A metástase começa a ser detectada por um público maior.


Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho


*****

Conheça também:








Tel.: (011) 3492-3797



Nenhum comentário:

Postar um comentário