domingo, 30 de junho de 2019

Procuradores honestos têm chance histórica de reabilitar imagem do MPF conspurcada por dallagnol e equipe


Procuradores honestos têm chance histórica de
reabilitar imagem do MPF conspurcada por dallagnol e equipe


Mickey Moro

1. Procuradores honestos têm chance histórica de reabilitar imagem do MPF conspurcada por dallagnol e equipe: denunciem quadrilha lavajatista. Revelem os bastidores sórdidos, as manipulações arquitetadas pelos moralistas sem moral.

2. MPF tem uma história a zelar ou será lembrado como instituição voltada a encomendar delações acochambradas sob medida, de acordo com interesses político-partidários da “República de Curitiba”?

3. A “alfaiataria” de dallagnol e semelhantes produziu o figurino grotesco prescrito no enredo do chefe do “juiz” moro.

4. A bem da verdade, rigorosamente não houve audiências judiciais, mas uma encenação farsesca transmitida e reproduzida pela mídia corporativa 24h por dia, utilizando metodologicamente de técnicas de repetição de mentiras de Joseph Goebbels.


5. O simulacro de julgamentos incorporou a liturgia fashion-fascista de moro e seus compadres. O desfile de “lawfare” e outras múltiplas arbitrariedades para esquartejar de forma inclemente a Constituição, o CPP, o Código de Ética da Magistratura e criar vereditos ficcionais de acordo com interesses (de) superiores.



 Lawfare, cerceamento e intimidação do direito de defesa.


6. Ao fazer letra morta das garantias constitucionais e dos preceitos éticos, os jurisconsultos da conspiração lavajatista maquinaram delações ao sugo moro-dallagnol.

7. Fabricaram delações forjadas com masmorras, suplícios e constrangimentos de diversas naturezas para extrair dos aprisionados falas idênticas às que já estavam contidas a priori na sentença condenatória, cuja vileza se enfronhou em todos os arremedos de parâmetros e ritos processuais.

8. Leo Pinheiro e outros passaram a gozar de benefícios assim que decoraram as falas exigidas pelo roteiro (de embustes e aleivosias) previamente composto pelo rebotalho judicial mambembe.

9. Ao iniciar a publicação dos arquivos das vísceras/sevícias das práticas criminosas de moro-dallagnol e seus cúmplices, o jornalista Glenn Greenwald e sua equipe do The Intercept Brasil abriram caminho para que membros do aparato repressivo do Estado — não comprometidos com o lodaçal de ignomínias do golpe de Estado de 2016 e de seus capítulos subsequentes — possam contribuir para depurar e resgatar instituições degradadas profundamente.

10. O sistema de Justiça deve fazer sua opção: amputa a gangrena representada por membros deliberadamente criminosos e insidiosos, preservando a credibilidade indispensável a seu funcionamento, ou chafurda em metástase de vez em simbiose com a máfia diagnosticada em seu interior.


Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho


*****


#LulaLivre
#SequestrodeLula é luta de classes: 450 dias.
Moro & Bolsonaro: #PatriotasdoEstrangeiro
Marielle e Anderson assassinados em 14/03/2018: 473 dias.
Teori Zavascki (?) em 19/01/2017.
Quem matou Teori?
#QuemMatouTeori?

Sistema de Justiça: amputa a gangrena ou se suicida?





Colabore com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho




*****

Conheça também:








Tel.: (011) 3492-3797


Nenhum comentário:

Postar um comentário