sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

João. Rock aberto. Século XXI


João. Rock aberto. Século XXI


Recomendado pelos patrões:
Corte de direitos na carne.

Somente para trabalhadores/as.


João. Rock aberto.
Rock aberto à sua excelência.

Não quero saber de excrescência.
Socorro, Al Capone;
Socorro, Fernando Collor.
Seus recordes estão por um triz.
Os vigaristas atuais
vão superá-los por uns bis.

Agora são o Pré-sal, Embraer etc.
Dizem que não valem.
Que loucura!
Patriotas do estrangeiro entregam riquezas nacionais  
Na bacia das almas.
É um vale de amargura!
E quem vai pagar a diferença
É o João, otário de plantão. (BIS)

Vamos jogar no bicho,
Lá vale o escrito.
Quem pede para fazer arminha
é psicopata e quem obedece
não merece confiança
nem da Velhinha de Taubaté
É aqui, João, otário de plantão. (BIS)

O mané-festante bateu panela
E deu orgasmos aos patrões
Não tem mais aposentadoria,
13º, férias e outras invenções
de bolivarianos e petistas.
Sobrou a carteira verde-amarela
que oficializa a escravidão.
Que mancada!
Paga, João, otário de plantão. (BIS)

A(corda), João!
Estão lhe roubando
À luz do dia, da noite, da madrugada;
Até mesmo sem luz.

Eita pessoal trabalhador!
Mas não se preocupe,
quem manda são os tosqueiras.
Logo vem a goiabeira alucinógena
para lhe explicar
que assim você será,
finalmente, cidadão.
Viva o João!, otário de plantão. (BIS)
Mas o lamento
É pequeno, meu irmão.
A história vem de longe
Já rifaram o tataravô
de nosso tataraneto.
E as prestações
das fake news
vão de geração em geração.
Paga o João, otário de plantão. (BIS)
A(corda), mentecapto,
Chegou a sua hora.
Já mandaram avisar
lá do futuro
que não pagam a fatura, não!
Lá não tem João, otário de plantão. (BIS)
Basta de tuíte!
Começa a trabalhar,
não dá moleza pra sorte;
Senão, até o João,
desperta do
berço esplêndido.
E aí, ó, ó!
Deixa de ser
João, o otário de plantão. (BIS)


*****

#SequestrodeLula
Sequestro de Lula é luta de classes.
Sequestro de Lula chega aos 308 dias.
Moro beneficiou Bolsonaro, q beneficia Moro.
#LutadeClasses
#LulaLivre
Marielle e Anderson assassinados em 14/03/2018.
331 dias.
Permanecem impunes mandantes e executores.
#justiçaburguesa

*****



Conheça também:



Autor: Agenor Bevilacqua Sobrinho
Editora: Cia. Fagulha
ISBN 13:       978-85-68844-02-1
Páginas:       104








Tel.: (011) 3492-3797



Nenhum comentário:

Postar um comentário