domingo, 10 de junho de 2018

Os apetrechos de Weigel – Bertolt Brecht. Tradução de Geir Campos


Os apetrechos de Weigel – Bertolt Brecht. 
Tradução de Geir Campos

Helene Weigel

Os apetrechos de Weigel – Brecht
Como o plantador de milho em seu setor de experiência
escolhe os grãos mais pesados, e como para o poema
escolhe o poeta as palavras mais adequadas, assim
escolhe ela os objetos que os personagens carregam em cena.
A colher de chumbo que a Mãe Coragem enfia numa casa de botão
do seu casaco mongol, a carteira do partido
da simpática senhora Vlassova, e a rede de pescaria
da outra mãe espanhola, a bacia de latão
de Antígona pôr o pó. Inconfundíveis
o saco já todo rasgado da trabalhadora para os volantes do filho e a sacola
do dinheiro da esperta mercadora! Cada coisa
do seu acervo é escolhida, a fivela e o cinto,
o vaso e a cartucheira, escolhidos também
o frango e o porrete que no final
a velha enrola na corda,
a prancha onde a basca prepara o pão,
e o tronco da vergonha que a grega leva aos ombros
com dois buracos onde vão as mãos, e o pote de gordura
da russa tão pequeno nas mãos da polícia, tudo
de acordo com a época, a serventia e a beleza,
escolhido com olhos de quem conhece bem
as mãos de quem faz o pão, de quem faz a rede,
de quem cozinha sopa, e compreende
a realidade.

Bertolt Brecht


Confira:

Bertolt Brecht - Aos que vão nascer. Tradução de Geir Campos


A lenda do soldado morto – Bertolt Brecht


 

Elogio da dialética - Bertolt Brecht

 

Alemães querem saber por que Brecht interessa tanto no Brasil


 

Brecht: Infeliz a nação que precisa de heróis


Bertolt Brecht – Histórias do Sr. Keuner

 

Eis o bem - Bertolt Brecht

 

O analfabeto político - Bertolt Brecht

 



'A resistível ascensão de Bushad'óleo.'. Margem Esquerda, São Paulo, v. 1, p. 190-198, 2005.

Brecht, história e o teatro épico >>>>> dialética


BRECHT: Arte, História e Poder



Confira também:

Os livros da Editora Cia. Fagulha podem ser adquiridos diretamente pelo site da editora ( www.ciafagulha.com.br ) ou na Livraria Augôsto/Augusta (Rua Augusta, 2161 - São Paulo-SP)






Quero colaborar com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário