sábado, 28 de abril de 2018

Fãs(cistas) de Moro, Bolsonaro e Globo cometem atentado a tiros contra acampamento Marisa Letícia em Curitiba


Fãs(cistas) de Moro, Bolsonaro e Globo cometem atentado
a tiros contra acampamento Marisa Letícia em Curitiba



Inércia (e aplausos) de "magistrados":
Da dignidade da "justiça" burguesa não sobrou nem a toga.

Inércia das autoridades (e aplausos a quatro paredes) estimulam a horda de nazistas-cristãos a praticar impunemente agressões, atentados e toda a sorte de crimes.
Os cidadãos de bem fascistas, sem pudor, atiram contra pessoas desarmadas, demonstrando a covardia e a vileza de atos bárbaros, cujas consequências são a aprovação e o completo assentimento do aparelho jurídico enquistado por sentimentos de ódio, racismo, misoginia e desagregação social.
Das togas pusilânimes (e das magistraturas que incitam), da mídia golpista, das intolerâncias e suas desinteligências e desumanidades escorrem o sangue dos alvejados.
Entretanto, infelizmente, não há novidade.
As classes dominantes brasileiras (sem votos) assaltaram de forma desabrida o poder (negado pelas urnas) com o golpe de Estado de 2016, incomodadas com medidas tímidas a favor das classes exploradas e oprimidas.
O intuito dos golpistas foi o de extinguir medidas protetivas presentes nas leis trabalhistas e sociais, além, é claro, de entregar de maneira infame o patrimônio público às multinacionais.

As Forças Armadas, que deveriam zelar pela soberania, fizeram vistas grossas.
O Supremo Tribunal Federal, que deveria defender a Constituição, abonou a farsa do impeachment sem crime de responsabilidade.

Moro, o juiz universal e único do país, confeccionou sua sentença fake para impedir a candidatura de Lula.

A Globo, central midiática do golpismo, trucida a realidade diuturnamente com seu jornalismo de guerra.
Ao pronunciar o seu voto favorável ao impeachment, o bandido Eduardo Cunha pediu para “que Deus tenha piedade de nós”.
Se levarmos em consideração as experiências históricas, nós devemos ter piedade de nós mesmos, pois ninguém respeita um povo que é sacrificado e vilipendiado ininterruptamente e não reage.

 

 

Confira:

Exclusivo: Dilma Rousseff no Democracy Now! (Em Português)

 

Filme O desafio, de Paulo Cezar Saraceni

 

O Golpe de Estado de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil - UERJ. Aula inaugural com Ricardo Lodi e Emir Sader

 

O Golpe de 2016 e o futuro da democracia. Entrevista com Luís Felipe Miguel

 

Curso Livre “O Golpe de 2016 e a Educação no Brasil” – Aulas 1 a 5 - Faculdade de Educação – UNICAMP

 

A violência do direito. Por Durval Muniz

 

ADUSP emite Nota de repúdio à nomeação de Marco Antonio Zago como secretário estadual da Saúde

 

Eugênio Aragão - Lula é elegível e tem legitimidade para recuperar a Constituição e defendê-la dos ataques e vilipêndios dos golpistas

 

Carta Aberta ao Presidente Lula. Por Flávio Aguiar

 

Vade retro, Bolsonaro 666

 

Revista Alfafa alerta contra grupos terroristas que ameaçam invadir o Brasil e sequestrar a produção de alfafa

 

Mesada do Mineirinho - entregador do dinheiro afirma que Aécio era o mais chato na cobrança de propina

 

Moro, desembargadores do TRF-4, a farsa da sentença do tríplex do Guarujá e as "armas de destruição em massa" inventadas pelos golpistas


Marilena Chauí - Classe média está arrependida da farsa do impeachment

 

Eleição sem Lula é fraude

 

PSDB é de extremo-cinismo. #PiadaPronta

 

Soberania

 

Carta de Berlim: A hora e a vez de Luiz Inácio. Por Flávio Aguiar

 

Judiciário

 

Temer e a segurança pública

 




Confira também:

Os livros da Editora Cia. Fagulha podem ser adquiridos diretamente pelo site da editora ( www.ciafagulha.com.br ) ou na Livraria Augôsto/Augusta (Rua Augusta, 2161 - São Paulo-SP)







Nenhum comentário:

Postar um comentário