sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Lawfare™, o game fascista


Lawfare, o game fascista

Fascio gato-sapato da Constituição
Lawfare é a versão plus de upgrade para #Moro2: Privilégios e abusos ilimitados.
Privilégios infinitos (∞s): apenas para divindades.

Lawfare é o game fascista com afrontas intermináveis à Constituição.

Entenda a estratégia do fascio-togado em sua campanha implacável de descrédito e de desmoronamento do Judiciário.
Lawfare é o Game fascista que demonstra o modus operandi da autodesmoralização do Judiciário ("com o Supremo, com tudo"), os cúmplices do golpe de Estado, a entrega da Soberania do país e de suas riquezas às multinacionais, a destruição de um país, a perseguição de desafetos políticos, as benesses e a vida nababesca de vantagens ilimitadas (auxílio-moradia em dobro, fura-teto constitucional e uma infinidade de upgrades para acessar novos privilégios), o sistema de proteção interminável de Aécios, Serras e outros golpistas arquicorruptos e seus apartamentos abarrotados de provas, mas sem convicção nenhuma de juízes e procuradores que nada procuram quando seus correligionários estão envolvidos. Tudo isso, e muito mais, recebendo os aplausos de ensandecidos batedores de panelas analfabetos políticos.

Lawfare, o Game fascista que já vem com os módulos e controles da CIA e da NSA.


NÃO PERCA: conheça e monte seu próprio Tribunal de Mentirinha. Experimente a aventura de vilipendiar a Constituição com impunidade garantida pelo Supremo, que deveria protegê-la. Kkkkkkk!

Marmelego TRF4 Tribunal de Mentirinha. Com a opção de Upgrade para #Bretas2: Privilégios ilimitados





Confira:

Marmelego TRF4 Tribunal de Mentirinha. Com a opção de Upgrade para #Bretas2: Privilégios ilimitados

 

Pitacos de 31 de janeiro de 2018 - Eleição sem Lula é fraude!

 

Dez Mandamentos dos espertos


Deputado Wadih Damous (PT-RJ): A institucionalidade vai precisar ser recuperada e reconstruída nas ruas


Deputado Paulo Pimenta (PT-RS): O processo contra Lula é integralmente nulo

 

Que fazer? Os desafios da confirmação da condenação de Lula. Por Eugênio Aragão.

 

Nos anos 1960, um ex-presidente era investigado por causa de apartamento. Por Paulo César de Araújo

 

Participantes do circo da Lava Jato devem indenizar os cofres públicos e responder penalmente por infrações legais

 

Em nome da moral, da família e da fé cristã chegamos a Cunha, Michel Temer, Aécio, Jucá, Geddel, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Doria etc.



Confira também:

Os livros da Editora Cia. Fagulha podem ser adquiridos diretamente pelo site da editora ( www.ciafagulha.com.br ) ou na Livraria Augôsto/Augusta (Rua Augusta, 2161 - São Paulo-SP)







Nenhum comentário:

Postar um comentário