segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Dr. Toicinho comemora vitória do golpe de Estado



Dr. Toicinho comemora vitória do golpe de Estado

Dr. Toicinho: Viva a República de Curitiba!


EXCLUSIVO: 
Trecho da biografia não autorizada do Dr. Toicinho, CEO do PIG (Partido da Imprensa Golpista) desde 1939, com introdução e notas do Dr. Matusalém Toicinho, seu antecessor (CEO do PIG de 1500 a 1938).

Dr. Toicinho, CEO do PIG (Partido da Imprensa Golpista) desde 1939. 
Em 1932, nosso golpe de Estado fracassou.
 
Mas em 1964, com apoio decisivo dos EUA e da burguesia (golpistas profissionais), conseguimos derrubar o governo trabalhista de João Goulart.
 
Com FHC, iniciamos um período de privataria selvagem, no qual enriquecemos e distribuímos os recursos públicos com nossos amigos.
 
Entre 2003 e 2016, criamos crises artificiais para produzir caos fictício e eleger demotucanos, ou seja, representantes obedientes às oligarquias. Para isso, contamos com nossa eficiente programação narcotizante, que arregimentou milhões de coxinhas em defesa dos interesses dos ricos. Em reconhecimento, promovemos, com as devidas honras, todos eles para trouxinhas. São analfabetos políticos sem os quais jamais conseguiríamos retornar ao poder.
 
Hoje, o PIG (Globo, Veja, Folha, Estadão etc.), exausto depois de quatro derrotas presidenciais consecutivas, tem coroado sua estratégia de aliar-se a setores do aparato repressivo do Estado (MP, PF, STF, juízes dóceis etc.) para dizimar nossos adversários com a seletividade e partidarização necessárias à nossa recondução ao poder.
 
Com Temer, nosso instrumento decorativo provisório, implantaremos jornada de trabalho de 12h diárias (aumento de 50% da jornada), sob alegação de gerar empregos. Na realidade, demitiremos na mesma proporção, já que a escória trabalhará a mais e poderemos economizar com a dispensa dos inúteis que não terão o que fazer nas fábricas, lojas e escritórios.
 
Ademais, ao decretar a idade mínima de 75 anos para a aposentadoria e, ao mesmo tempo, privatizar a Previdência e a Saúde, veremos a prosperidade de nossos sócios aumentar em progressão geométrica. Trata-se de um cálculo simples: como a jornada semanal será de 80h, essa gentinha diferenciada morrerá muito antes, dispensando-nos dos pagamentos de benefícios e pensões que onerariam nossas planilhas.
 
Para reforçar o nó, a extinção completa de direitos trabalhistas e sociais sinalizará às classes proprietárias que poderão libertar seu espírito animal sem restrições, pois o Estado não apenas estimulará a exploração de classe em níveis inimagináveis, como, também, ofertará a versão de que os predadores fazem tudo em nome de Deus, da família e do papagaio, ou seja, para o bem de suas vítimas.
 
E pensar que ter acesso a tudo isso — solo, subsolo, ar, rios e mar — para receber gordas comissões custou uma ninharia. Nem na China encontraríamos um negócio dessa magnitude. Quer dizer, ‘negócio da China’ é coisa de amadores. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.



Confira:




  


Confira também:

 

Sérgio Moro transforma STF em STC Supremo Tribunal Covarde


 

Filósofa desmascara Sérgio Moro




















Nenhum comentário:

Postar um comentário