quarta-feira, 18 de maio de 2016

Michel Temer, o usurpador




Michel Temer, o usurpador



Michel Temer, o usurpador*

Hei, Michel Temer, vê se fica ligado
Já sabem do teu furo, nego
No IPTU e no golpe de Estado

Hei, Michel Temer, vê se te orienta
Assim desta maneira, nego
Brasil não aguenta

Hei, Eduardo Cunha, vê se não vai ao senado
Já sabem do teu plano para controlar o Estado
Hei, Rede Globo, dá no pé, desapareça
Pois eles vão à feira exibir tua cabeça

Hei, Michel Temer
Vê se te orienta
Assim dessa maneira nego
Brasil não aguenta

(solo)

Hei, Michel Temer
vê se fica ligado
Já sabem do teu furo, meu nego
No IPTU e no golpe de Estado

Hei, Michel Temer
Vê se te orienta
Assim dessa maneira, nego
Brasil não aguenta

Hei, Martaxa, abandona o palco agora
Faça como fez Maluf, compre um carro e vá embora
Ei, PSDB, o melhor que você faz
É deixar o PMDB de lado e foge pra morrer em paz

Hei, Michel Temer
Vê se te orienta
Assim dessa maneira, nego
Brasil não aguenta

Eu sou historiador
Eu sou historiador
Vocês precisam acreditar nos fatos
Eu sou historiador
Eu sou historiador
E conheço a história do princípio ao fim.



* Apud Raul Seixas e Paulo Coelho, Al Capone, 1973.





Confira também





Indicação de leitura

A Guerra de Yuan narra a história de um intrigante personagem do futuro e de um sombrio mundo de autômatos fortemente moldados e cerceados pelos meios de comunicação, cuja função massificadora é claramente ligada à concentração de um poder central nas mãos da Yuan-Mind, empresa que controla as engrenagens do mecanismo totalizante e esmagador de Yuan.


Nenhum comentário:

Postar um comentário