segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Grupo ‘Escritores da Cidade’ promove literatura de São Bernardo - Por Aglaupe Grana


Grupo ‘Escritores da Cidade’ promove literatura de São Bernardo
Por Aglaupe Grana



"Lembro-me dos meus pais lendo muito em casa, e aquilo já me intrigava.

Eu queria saber o que prendia tanto a atenção deles”, conta Agenor.

Crédito da Foto: Raquel Toth



Grupo ‘Escritores da Cidade’ promove literatura de São Bernardo
Por Aglaupe Grana
Nos encontros, escritores da realizam debates, concursos e oficinas e discutem formas de divulgar seus trabalhos.

Reunir talentos, promover debates, desenvolver concursos literários e descobrir caminhos para facilitar a publicação de livros. Essas são algumas das atividades do grupo ‘Escritores da Cidade’, criado em 2015 pela Prefeitura de São Bernardo para valorizar a literatura regional.


Mensalmente, um grupo de 15 autores se reúne para debater e dividir experiências, o que, segundo o escritor Agenor Bevilacqua, um dos participantes, é literariamente enriquecedor. “Como escritor tenho uma atividade muito solitária. Já nos encontros, conversamos sobre o que todos produziram, de que forma foi feito... você vê diferentes ângulos de um mesmo tema, a mesma coisa representada de formas diferentes.”


Agenor começou a participar dos encontros há um ano. Ele, que já tem dois livros publicados (A Guerra de Yuan, de 2015, e O Rato Pensador, de 2002), está para lançar uma nova publicação. “Há mais ou menos 20 anos me considero um escritor, mas a paixão vem desde criança. Lembro-me dos meus pais lendo muito em casa, e aquilo já me intrigava. Eu queria saber o que prendia tanto a atenção deles”, conta.


O projeto ‘Escritores da Cidade’ nasceu com o propósito de valorizar os autores da região. Durante as reuniões são debatidas tendências literárias e propostas de incentivo à literatura de São Bernardo.

Segundo o coordenador do grupo, Alexandre Nogueira Paixão, também são divulgados e promovidos concursos, oficinas e palestras. “Todos aqueles que queiram e que produzam textos de ficção podem participar”, explica. Também não há limitações de idade: tanto jovens quanto autores mais experientes são bem-vindos.


A escritora Maria Celma da Silva, que nunca faltou a uma reunião, diz se sentir em casa dentro do grupo. “Aqui me sinto acolhida. Todo mundo quer compartilhar a escrita, suas poesias. A literatura pode ser uma das melhores companhias para o ser humano”, diz.


Para apoiar ainda mais os escritores da cidade, as bibliotecas públicas de São Bernardo disponibilizam estantes exclusivas com as publicações desses autores.

Fonte: http://www.saobernardo.sp.gov.br/home/-/asset_publisher/0x2KHznfHbCI/content/grupo-escritores-da-cidade-promove-literatura-de-sao-bernardo/maximized?_101_INSTANCE_0x2KHznfHbCI_redirect=%2Fhome


Confira:


Conheça como funciona a Yuan-Mind:


A Guerra de Yuan narra a história de um intrigante personagem do futuro e de um sombrio mundo de autômatos fortemente moldados e cerceados pelos meios de comunicação, cuja função massificadora é claramente ligada à concentração de um poder central nas mãos da Yuan-Mind,  empresa que controla as engrenagens do mecanismo totalizante e esmagador de Yuan.


Nenhum comentário:

Postar um comentário