domingo, 10 de maio de 2015

Vade Retrum Veja


Vade Retrum Veja

Especialidade: fornece o trânsito em julgado antes mesmo da existência da inicial.
 Recomendado pelo
Dr. Matusalém Toicinho
e Dr. Toicinho




Vade Retrum Veja



Livro de cabeceira da República do Paraná.

Guantánamo prolata sentença apenas quando ela transitou em julgado na Vade Retrum Veja.

Furnas? Privataria? Trensalão? HeliPÓptero? Suíçalão? Zelotes? Doleiro Airlines? Etc.?

Silêncio. Psiuuuuuu!




Conteúdos adicionados pelos jurisconsultos Merval&Cachoeira;

PhDs em entreguismo e outros serviços.

171 p.

45ª Exceção




Confira também:














  

terça-feira, 5 de maio de 2015

1431 – Inquisição – Chation "Isso não vem ao caso." #IssoNãoVemAoCaso




1431 – Inquisição – Chation: "Isso não vem ao caso."

#IssoNãoVemAoCaso


Será que o Ministro Teori Zavascki é leitor de Brecht?




1431 – Inquisição
Chation: "Isso não vem ao caso." 




Bispo — Quer se submeter ao papa?

Joana — Leve-me diante dele que eu lhe responderei.

Bispo — Submete-se ao Concílio da Basiléia?

Joana — O que vem a ser isso, Concílio da Basiléia?

Lefèvre — É uma união e representação de toda a Igreja. Lá estão tanto os ingleses
              quanto as pessoas de sua facção.

Joana — Bem, a eles eu poderia me submeter.

Chation — Basiléia!!

Lefèvre — É um direito dela.

ChationIsso não vem ao caso.


Chation, da Inquisição, negando a Joana d’Arc o direito ao duplo grau de jurisdição no Processo de Joana d’Arc em Rouen, 1431.

Bertolt Brecht. O Processo de Joana d’Arc em Rouen, 1431. In: _______.  Teatro Completo. V. 11. São Paulo: Paz e Terra, 1995, p. 179.


1431 – Século XV

Chation, da Inquisição




Século XXI

2012-2014 - joaquim barbosa seguiu Chation.

2014-2015 - sérgio moro adota medidas medievalescas, também.




Ministro Teori Zavascki 

"Subterfúgio dessa natureza, além de atentatório aos mais fundamentais direitos consagrados na Constituição, constituiria medida medievalesca que cobriria de vergonha qualquer sociedade civilizada", disse o Ministro Teori Zavascki.



Morô?

#BetoHitler



Confira também:


A caminhada do PSDB para a direita está completa. Por Maria Inês Nassif 








A Guerra de Yuan narra a história de um intrigante personagem do futuro e de um sombrio mundo de autômatos fortemente moldados e cerceados pelos meios de comunicação, cuja função massificadora é claramente ligada à concentração de um poder central nas mãos da Yuan-Mind,  empresa que controla as engrenagens do mecanismo totalizante e esmagador de Yuan. 





Confira o Prefácio de A Guerra de Yuan


A Guerra de Yuan, de Agenor Bevilacqua Sobrinho. Prefácio de Mayumi Denise Senoi Ilari – FFLCH-USP

http://jornalggn.com.br/documento/a-guerra-de-yuan-de-agenor-bevilacqua-sobrinho-prefacio-de-mayumi-denise-senoi-ilari-%E2%80%93-fflch-usp


 


Agenor Bevilacqua Sobrinho lança livro “A Guerra de Yuan”