quinta-feira, 11 de julho de 2013

"Próximo!"

"Próximo!"

Pobres pagam impostos e
custeiam estudos de médicos em escolas públicas



1.

Médico (antes mesmo de o paciente entrar no consultório):

"É virose! Próximo!" 
#‎maismédicos

‪#‎ForaMercenários

‪#‎Dignidade


2.

"Próximo!"

São necessárias ações em todas as frentes: formar médicos, comprometê-los a prestar serviço público em retribuição à formação que receberam, humanizar o atendimento etc. Mas não podemos nos curvar às pressões corporativas de alguns médicos que têm alergia aos pobres e não se importam com os infortúnios dos mais carentes. Lembre-se que professores trabalham nas periferias e rincões do Brasil com salários de 15 a 30 vezes menores do que os de médicos. Por que, então, o médico não poderia se deslocar para essas regiões?
Não quer ir, é simples: "Próximo!" 

#‎maismédicos

‪#‎ForaMercenários


3.

Gente preconceituosa faz campanha contra a vinda de médicos estrangeiros.

Espalha nas redes sociais textos com afirmações absurdas e sem provas. É apenas propaganda. Engodo que enrola muita gente de boa fé. 

A maioria dos brasileiros quer e precisa de médicos no Brasil inteiro: sejam brasileiros ou espanhóis, portugueses, cubanos etc. Os carros no Brasil são de empresas estrangeiras (alemãs, italianas, norte-americanas, japonesas etc.) Por que não podemos ter médicos estrangeiros? Apenas porque alguns médicos brasileiros não querem atender pobres na periferia e no interior do país? 


#‎maismédicos

‪#‎ForaMercenários

‪#‎Dignidade


4.

Não tem problema se o médico é estrangeiro ou não. O que não pode é a pessoa ficar doente e não ter médico para atender porque o profissional não quer ir para regiões periféricas. Não quer ir, não vá. Mas não se pode impedir o governo de governar, ou seja, levar médicos (que querem ir) onde sejam necessários.

#‎maismédicos

‪#‎ForaMercenários

‪#‎Dignidade


Acompanhe outras postagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário