domingo, 23 de junho de 2013

Os "#apartidários" foram identificados: são personagens do filme A onda


Os "#apartidários" foram identificados:
são personagens do filme

A onda


No teatro, fazer uma coisa parecer outra coisa é representação.
Na Rede Globo, jornalismo.


Oposição é um direito de todos. Mas querer tomar o poder via golpe de Estado, não.

Quem tiver ideias divergentes, forme seu partido e dispute o voto popular.

E não agrida os que discordam.

Democracia necessita de diálogo para mediar os conflitos.

Exige paciência e sabedoria.

A violência que assistimos nos últimos dias é a demonstração de grupos intolerantes que não sabem conviver com a diferença.

O PT tem inúmeros problemas, é verdade.

Mas lembre-se da crise que desemprega na Europa e EUA em relação ao pleno emprego no Brasil.

Interessada em criar um clima de caos (para depois aparecerem com a solução redentora de um ditador), a mídia golpista (1932, 1964...) deita elogios rasgados aos #apartidários contra as mazelas perpetradas pelas classes dominantes ao longo de 500 anos.

Cobremos de todos os governos (não só do PT) as transformações necessárias.

Mas não sejamos enredados pela Rede Globo e outros órgãos de imprensa que se locupletaram com os crimes contra o povo brasileiro ao longo da História.


Leia também:

Dr. Matusalém Toicinho e Dr. Toicinho apoiam enfaticamente os "apartidários" http://agenorbevilacquasobrinho.blogspot.com.br/2013/06/dr-matusalem-toicinho-e-dr-toicinho.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário