quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Consequências jurídicas das decisões políticas do STF na AP-470, vulgo “mensalão”



Consequências jurídicas das decisões políticas do STF na AP-470, vulgo “mensalão”

Povinho desobediente.
É melhor trocar de povo, Toicinho!

STF (Supremo Tribunal Federal), sem provas e baseado apenas em ilações e suposições, entrou no jogo da imprensa piguiana (PIG - Partido da Imprensa Golpista) e converteu sentenças de caráter político em deliberação jurídica, afrontando as leis do país que exigem provas cabais para condenar.

Sem votos nas urnas, a oposição demotucana contou com seus braços midiático e jurídico no STF para armar a encenação de seu golpe paraguaio tupiniquim.

Entretanto, há consequências jurídicas das decisões políticas do STF na AP-470, vulgo “mensalão”. Entre outras, podemos destacar a necessidade de:


a) Revogação de leis aprovadas: reforma da Previdência e outras (sem casuísmos de selecionar a bel-prazer entre elas);

b) Anulação da nomeação de juízes do STF e cancelamento de seus atos no período;

c) Invalidação de habeas-corpus concedidos;

d) Extinção de todas as decisões das quais participaram.


Ironicamente, o espetáculo bizarro promovido pelo PIG em conjunto com o STF, de aparente sucesso retumbante, precisará se defrontar com a realidade.

Os roteiristas, os diretores, os atores, atrizes e equipes que ergueram o circo (coincidente com as eleições) e aplaudiram a própria obra, mais cedo ou mais tarde, compreenderão a esparrela da qual participaram.

O simulacro de julgamento —na realidade, tribunal de exceção—, já foi percebido pela população como uma tentativa de golpe de Estado.

E a demonstração disso foram os resultados das urnas.

Soberano é o povo.

E não quem usa a toga para ser coadjuvante de mais uma tentativa da oposição sem votos de chegar ao poder.


Observação:  Ressalvados os ministros do STF que não convalidaram o embuste. 



Campanha deixe um ministro do Supremo Tribunal Federal bem informado. 

Quando ele estiver dando entrevistas ao PIG, ofereça a ele um exemplar do livro A Privataria Tucana.




Leia também:

É possível esconder A Privataria Tucana?

Mano Brown também não quer saber do Coiso

Datafolha foi para a oficina de estatística, mas não passou no recall
#DefeitoDeFabricação
#Incorrigível

Resumo da AP-470, vulgo "mensalão", com a utilização da tecla SAP


Nenhum comentário:

Postar um comentário