quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Fábricas de diplomas, rentistas e vice-versa



Fábricas de diplomas, rentistas e vice-versa



Há vários tipos de rentistas.

Por exemplo, as fábricas de diplomas que recebem recursos públicos ("bolsas" de diversos nomes) para enriquecimento de seus proprietários. Até mesmo instituições reprovadas pelo MEC recebem graciosamente subsídios e alimentam o descalabro do ensino.

Urge a regulamentação do imposto sobre as grandes fortunas, para trazer recursos para o atendimento da maioria dos brasileiros.

Ademais, a destinação de verbas públicas apenas para escolas públicas é profilática para impedirmos a ganância dos barões da educação em sorver o esforço do país.



Obrigado, PSDB


Anhanguera: Monopólio educacional


Por que o PIG não quer que a Selic caia, mas suba



Nenhum comentário:

Postar um comentário