sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012!


Feliz 2012!





Agradecemos a visita de todos(as) no decorrer deste ano a este Blog.
Procuraremos melhorar nosso trabalho para que você continue a nos procurar.
Quando a justiça e a felicidade reinarem em nosso país, o perfil de nossos textos também será mudado.

Mas enquanto a Privataria Tucana e seus personagens não forem julgados;
Até que as privatizações sejam revistas e o erário recupere aquilo que lhe foi subtraído;
Estaremos aqui para denunciar as mazelas, as hipocrisias e dizer da nossa satisfação ao ajudar, modestamente, na construção de um país melhor.

Felicidades a todos(as)!



quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Dr Toicinho pede asilo em 2011



Dr. Toicinho pede asilo em 2011



“É um direito piguiano manter-se calado para não se autoincriminar.
A CPI da Privataria em 2012 nos obrigará a uma exposição vexaminosa.
Portanto, a exemplo da famiglia Serra,
eu e meu pessoal também ficaremos em 2011.”



Temeroso a respeito dos desdobramentos da instalação da CPI da Privataria em 2012, Dr. Toicinho, CEO do PIG desde 1939, decidiu pedir asilo e estacionar no ano de 2011.

Da mesma forma que a famiglia Serra deverá explicar sua participação na Privataria Tucana, o líder do PIG (Partido da Imprensa Golpista) será obrigado a dar conta da blindagem ao tucanato de alta plumagem, bem como dos dividendos proporcionados pela cobertura dos malfeitos praticados por ambos os grupos.

Caso a justiça de fato seja feita, editoras e jornais da Marginal precisarão fechar suas portas ou, pelo menos, mudar de donos. Ademais, na Limeira tem muito podre a ser investigado, de maneira que os meios de comunicação monopolizados torcem para que a Lei de Meios não venha sequer a ser discutida em solo pátrio.

As trituradoras de documentos funcionam 30 horas por dia, a todo vapor, nas cúpulas piguianas e bicudas. Os guardanapos com menções a contas caribenhas são os primeiros a receber o corte afiado das lâminas das mencionadas máquinas. Nem mesmo os cartões de Natal são poupados do desespero dos implicados.

Um senador teria ameaçado “abrir o bico” (sic) caso suas malversações fossem descobertas.

Quando alguém se aproxima das evidências em processo de desintegração, os participantes mais conhecidos, de chofre, verificam se o sujeito porta alguma câmera ou gravador. Como se sabe, pássaro queimado tem medo de isqueiro.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Serra e as previsões para 2012


Serra e as previsões para 2012



Alguns personagens da
CPI da Privataria
cogitam sobre as conveniências da
máquina do tempo.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

CPI da Privataria Tucana e os Ets


CPI da Privataria Tucana e os Ets




Depois do Natal, segundo diversos relatos, no Brasil inteiro começaram a aparecer inscrições gigantescas em fazendas e chácaras.

A magnitude delas é tão grande e desmedida, que astrônomos disseram que apenas seria possível decifrá-las do espaço.

Nesta manhã, a leitura por satélite demonstrou tratar-se da junção das letras C, P, I.

O Senador Álvaro Dias (PSDB-PR), com apoio entusiástico do PIG (Partido da Imprensa Golpista), recolhe assinaturas de parlamentares de oposição para investigar a intervenção em negócios internos brasileiros por parte de  ETS (Extraterrestres) do Planeta Vermelho.

O Dr. Toicinho, CEO do PIG desde 1939, afirmou que eram “pichações de comunas intergaláticos” e recomendou “a Washington que disparasse artefatos nucleares em direção ao Planeta Vermelho”.

Por outro lado, testemunhas próximas dos acontecimentos disseram que indivíduos, autointitulados “blogueiros sujos”, teriam realizado a façanha para enfrentar o cerco da mídia piguiana, que censura completamente quaisquer notícias sobre o maior escândalo de corrupção da História do Brasil, ou seja, o processo de privatização nos governos de Fernando Henrique Cardoso.

A imprensa internacional começa a se perguntar até quando os conglomerados de comunicação no Brasil conseguirão abafar o caso diante das inúmeras provas apresentadas pelo autor do livro A Privataria Tucana, Amaury Ribeiro Jr., e pelo autor do pedido da CPI da Privataria, deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP).


A doutrina do choque - The Shock Doctrine


A doutrina do choque

The Shock Doctrine



A ascensão do desastre do capitalismo:
Depois de 11/09 a administração Bush lançou uma Nova Economia...

The Rise of Disaster Capitalism:
After 9/11 the Bush Administration Launched a New Economy…


segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Justiça concede liminar e anula demissões em massa da Azaléia



Justiça concede liminar e
anula demissões em massa da Azaléia



Excelente notícia para os trabalhadores!

Os conglomerados devem cumprir obrigações sociais e não obter lucros exorbitantes à custa da exploração desmedida.

As "reestruturações" empresariais, invariavelmente, implicam em redução de salários e aumento de trabalho para os que "escapam do facão" e para a média do mercado dos assalariados.

Precisamos deter essa lógica cruel, chamada de "natural" pelos chefes.

A Convenção 158 da OIT precisa frequentar a mesa dos bares e os estádios de futebol, assim teremos força política para convencer o Congresso a aprová-la.

Que todos tenhamos um 2012 mais justo.


Liminar anula as demissões da Azaléia na Bahia
  

Bahia - A Justiça do Trabalho concedeu liminar e anulou as demissões sem justa causa realizadas pela Vulcabras/Azaléia por conta do fechamento de seis unidades no interior da Bahia. Com a decisão, a empresa tem dez dias para estabelecer negociação com o sindicato dos trabalhadores para a definição de um plano de demissão que reduza os efeitos sociais do fim das atividades de seis fábricas do grupo e estabeleça critérios claros para os que optarem por permanecer na empresa e para os que escolherem o desligamento.

A liminar, concedida pela juíza plantonista Ana Lúcia Moreira Álvares, atende pedido do Ministério Público do Trabalho e determina ainda que todas as demissões e homologações feitas neste mês perdem os efeitos e suspende a possibilidade de realizar-se qualquer outro desligamento ou transferência de funcionário até que sejam estabelecidos "os termos, prazos e medidas mitigadoras da dispensa em massa com o sindicato dos trabalhadores".

A Vulcabras terá ainda que manter o pagamento dos salários a todos os empregados, além dos demais benefícios. A juíza ainda atendeu de estipular multa de R$ 5 mil por cada trabalhador afetado pelo que chama de "medidas abusivas", em caso de descumprimento da decisão.

"Mediante negociação sindical, a empresa pode adotar medidas mitigadoras, como abertura de plano de desligamento voluntário, dispensa remanescente distribuída no tempo, com critérios objetivos e de menor impacto, manutenção do plano médico familiar gratuito por 12 meses e garantia de recontratação preferencial dos empregados dispensados pelo prazo de dois anos", explica o procurador do trabalho Marcos de Jesus, autor da ação.


Liminar anula as demissões da Azaléia na Bahia

sábado, 24 de dezembro de 2011

FHC, A soma e o resto, La somme et le reste e outros títulos



FHC, A soma e o resto, La somme et le reste e outros títulos

Cuidado com a ave de rapina!


O ancião que roubava títulos de livros


1) FHC escreveu o livro "A soma e o resto."
#PrivatariaTucana

2) "A soma e o resto" (La somme et le reste) é cópia do título do livro do francês Henri Lefebvre, de 1958.
#PrivatariaTucana

3) Roubar título é o menor dos danos causados por ele. O pior são os títulos da  #PrivatariaTucana.

13 Pitacos de Natal



13 Pitacos de Natal



1) Deputados do PT que não assinaram a CPI da Privataria ligaram para pedir conselhos ao Dr. Toicinho?

Dr. Toicinho confessa ao bispo segredos sobre assuntos que não aparecem no livro A Privataria Tucana.

Bispo diz que jornalista Amaury Ribeiro Jr. não sabe da missa a metade.

Dr. Toicinho: "Daqui a pouco qualquer analfabeto, vendedor de acarajé ou de tapioca, de pão de queijo e de pão francês,  vai falar de offshores nas praças, nas praias e nas mesas de boteco... Onde é que a gente vai parar?"


#PrivatariaTucana


2) CPI quando nasce se esparrama pela nação.

CPI da #PrivatariaTucana deixa bicudos em depressão!


3) FHC, Serra e famiglia comemoram o último Natal em liberdade.

#PrivatariaTucana
#DepressãoTucana


4) As crianças dizem o que fazem; os velhos, o que fizeram; e o Serra, não tem o que fazer.

#PrivatariaTucana


5) Lavanderia financeira e privataria tucana


6) Serra conversando com Deus pelo celular no muro das lamentações.

#EspereUmSegundo


7) Sem novidades. Do PIG só pode vir mais PIG.


8) Perguntas para a cúpula tucana sobre a Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr.


9) Nota conjunta secreta dos senhores de bens (apenas para as famiglias): Pela volta da censura!


10) Xeque-mate: eleição e reeleição


11) Avô do Dr. Toicinho dá um pito na nova geração do PIG


12) Índices PSDB: de inflação, de truculência e de corrupção


13.1) Qualidade no ensino.


13.2) Manifesto contra a truculência e os lucros exorbitantes da Anhanguera Educacional Participações S/A.
Mercantilização do ensino e descaso do MEC.

#Demissão em massa


13.3) Fórmula mágica da Anhanguera "Educacional" Participações S/A



13.4) "Modus operandi" institucional: Retrato perfeito do ensino privado.
#FábricaDeDiplomas


13.5) Ensino a Distância. Mantenha Distância.


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Dr. Toicinho confessa ao bispo segredos sobre assuntos que não aparecem no livro A Privataria Tucana



Dr. Toicinho confessa ao bispo segredos
 sobre assuntos que não aparecem no livro A Privataria Tucana

Momentos antes de as portas serem fechadas ao blogueiro sujo,
observamos o Bispo compenetrado para ouvir o Dr. Toicinho 


Dr. Toicinho, CEO do PIG desde 1939, foi ao confessionário na véspera de Natal para procurar indulgência de hierarcas da Igreja.

Assim que saiu o livro A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr., o Dr. Toicinho havia proibido expressamente os veículos piguianos de fazer quaisquer menções ao volume revelador das artimanhas e tramoias de figuras de alta plumagem do tucanato durante o processo de privatizações no governo de Fernando Henrique Cardoso.

Todavia, mais uma vez, blogueiros sujos encarregaram-se de espalhar a notícia insistentemente ignorada e vetada pela mídia adepta do bico grande. Em poucos dias, apesar do dique da censura, o livro não somente foi ao topo da lista dos mais vendidos, como, também, nocauteou os senhores de bens, cuja face publicitária apresentava o líder partidário pela expressão “homem de bem”.

Dr. Toicinho parecia extremamente ansioso para o encontro, tendo telefonado diversas vezes para que a agenda do bispo fosse exclusivamente reservada a ele.

Utilizando de uma sinceridade inusual, Dr. Toicinho corroborou os documentos apresentados no livro. Elencando cada um dos capítulos, asseverou que o jornalista ainda teria sido condescendente com a quadrilha, pois o maior assalto ao patrimônio público brasileiro  talvez tenha apenas um rival em termos comparativos, nomeadamente, a máfia russa, que se apossou das estatais da ex-União Soviética .


A seguir, com exclusividade, o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho publica os trechos mais importantes da conversa vazados pelas assessorias das importantes figuras do arco reacionário:


Dr. Toicinho: As brigas de foice no PSDB foram intermináveis, bispo.

Bispo: O Serra me contou.

Dr. Toicinho: O martelo na mão para destruir o Brasil e aliená-lo a preço de banana... Podre! O esquema tinha tudo para ficar no anonimato, organograma perfeito, depósitos em série. Tudo redondinho... Mas veio esse f.d.p. botar a boca no trombone.

Bispo: Pois não é? Todos esses anos de censura do PIG, a coisa ia bem, ninguém precisava saber... Desgraçado! Bastardo!

Dr. Toicinho: A grande lavanderia caribenha, tudo limpinho e voltava legalizado. Isso sim era uma lavagem de dinheiro tipo uma “Brastemp”.

Bispo: E com “Omo”!

Dr. Toicinho: Exato!

Bispo: Esse sujeito fez o catecismo?

Dr. Toicinho: O rastro do dinheiro da propina começa a aparecer... O tal do Amaury mostra todos os documentos: sem utilizar meios ilegais. O cara foi na Junta Comercial, em Cartórios de Registros... O cara é bom!

Bispo: Porra, é mesmo! ...Mas ele foi crismado?

Dr. Toicinho: O pai do esquema foi revelado. Não tem mais como negar. Falei para o Serra dizer que o material era “lixo”... O nosso amigo ficou quase dez dias para pronunciar a palavra “lixo”... Ficou treinando escondido... Sabe como é, a qualquer momento pode aparecer um blogueiro sujo fantasiado de repórter e deixar nosso eterno candidato constrangido.

Bispo: Isso não se faz com um homem de bens!

Dr. Toicinho: Ricardo Sérgio recebe depósitos do primo do Serra... Segredo de polichinelo... Todos nós da cúpula do PIG e dos tucanos sabíamos disso... Mas o fulano tinha que botar a boca no mundo?
Bispo: Isso não se faz... Ele tomava a hóstia?

Dr. Toicinho: Mais adiante, no Capítulo 8, ele expõe como o primo esperto fica rico com ajuda dos amigos... Quer que os amigos não ajudem? É louco esse talzinho?

Bispo: Só pode ser! ...Ele sabe rezar?

Dr. Toicinho: O Daniel Dantas, a Verônica Dantas e a Verônica Serra, a Decidir.com... O sujeito escancara a sociedade deles, mostra depósitos e todo o esquema... As coisas andam mudando no Brasil, bispo.

Bispo: Para pior!

Dr. Toicinho: Até os sócios ocultos de Serra ele conseguiu evidenciar. Assim, não tem blindagem do PIG que aguente.

Bispo: Desaforado!

Dr. Toicinho: Arapongagem para detonar os inimigos e os “amigos” também. Práticas habituais do Serra que esse jornalistinha de uma figa revela.

Bispo: Esse não pode trabalhar em confessionário que espalha tudo... E a garantia dos segredos dos fiéis?

Dr. Toicinho: Até mesmo as malandragens das empresas-camaleão, para driblar a fiscalização com a troca de nomes...

Bispo: Mas aí foi amadorismo. Nomes iguais? Essa o chefe pisou no tomate!

Dr. Toicinho: A Verônica Serra já está indiciada... E nem começou a CPI da Privataria! Imagina o que será de nós... Esse autorzinho de meia-tigela fala demais.

Bispo: Mas ele não ganhou diversos prêmios Esso de jornalismo e outros?

Dr. Toicinho: Bispo?

Bispo: Perdão... Mil perdões! ...Vamos excomungar esse vermelho!

Dr. Toicinho: Nem mesmo com os falsos amigos da Dilma, os sabotadores, a gente conseguiu reverter.

Bispo: Cabisbaixo. Eu te disse, Toicinho. Não podemos contar com eles.

Dr. Toicinho: Tudo o que prezamos será alvo da curiosidade pública. Vão querer saber o que fizemos com o dinheiro público... E agora?

Bispo: Nunca pensei que chegaríamos a esse ponto... Malditos blogueiros sujos!

Dr. Toicinho: O Ricardo [Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-caixa de campanha de Serra], o Preciado [Gregório Marín Preciado, o primo mais esperto de José Serra] e os depósitos na conta Beacon Hill... Tudo vai ser bisbilhotado... Nossas contas vão aparecer!

Bispo: Como fazemos para esconder os depósitos por nossos serviços de apologia do Serra e demonização da Dilma? ...É só falar que era dízimo? Que tal?

Dr. Toicinho: O Rioli [Vladimir Rioli, ex-sócio de Serra], o Naldo [Ronaldo de Souza], o Carlos [Carlos Jereissati], as  offshores... Daqui a pouco qualquer analfabeto, vendedor de acarajé ou de tapioca, de pão de queijo e de pão francês,  vai falar de offshores nas praças, nas praias e nas mesas de boteco... Onde é que a gente vai parar?
    
Bispo: Pelo menos, tudo o que ele escreveu é a pálida descrição dos nossos feitos.

Dr. Toicinho: Eu e meu avô, Matusalém Toicinho, dissemos para o Serra que o problema é de muito maior gravidade... Sendo que ali estaria apenas a “ponta do iceberg”.

Bispo: Esse jornalista comunista não sabe da missa a metade.

Dr. Toicinho: Diante de tais alertas, o Serra parecia autista. Divagava a respeito de que o “Jornal Nacional não iria falar a respeito nunca!”... Coitado! Daqui a pouco estará no New York Times, na The Economist...

Bispo: Nossa mãe do céu.... Eles teriam coragem? E os interesses ideológicos...

Dr. Toicinho: Quando o barco afunda, é que saberemos quem são os verdadeiros amigos...

Bispo: É mesmo... Pensando alto. Preciso conversar com o arcebispo para rezar em outra freguesia.

Dr. Toicinho: Como?

Bispo: Nada não... Estava ruminando algumas coisas que preciso fazer imediatamente.

Dr. Toicinho: Pensando alto. Vou mudar os nomes dos jornais, das revistas, das rádios, das emissoras de TVs...

Bispo: Como?

Dr. Toicinho: Nada não. Estava pensando sobre algumas providências urgentes.

Bispo: Ah, bom!

Dr. Toicinho: Até mais, bispo.

Bispo: Até, meu filho. Que Deus lhe abençoe!

Dr. Toicinho e o Bispo: Juntos. E que nos proteja desse apocalipse! Cruz credo!!!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Serra conversando com Deus pelo celular no muro das lamentações



Serra conversando com Deus pelo celular
no muro das lamentações


Espere um milhão de anos...


Serra: Deus? 

Deus: Sim! 

Serra: Eu posso lhe perguntar algo? 

Deus: Claro, meu filho! 

Serra: O que é um milhão de anos para você?

Deus: Um segundo. 

Serra: E todo os bilhões da Privataria Tucana? 

Deus: Um centavo. 

Serra: Deus, você pode me dar um centavo? 

Deus: Espere um segundo...
 

Serra: Deus, você pode me perdoar? 

Deus: Espere um milhão de anos... 

domingo, 18 de dezembro de 2011

Fórmula mágica da Anhanguera "Educacional" Participações S/A


Fórmula mágica da Anhanguera
"Educacional" Participações S/A



Fórmula mágica da Anhanguera "Educacional" Participações S/A

2 professores = 1 salário

Executivos da Anhanguera "Educacional" aperfeiçoaram a mágica e
apresentam a versão 2012

3 professores = 1 salário

Anhanguera “Educacional”:
Precarização e aviltamento das condições de trabalho



Anhanguera demite 50% na UniABC



http://ning.it/tkyk0R


UniABC/Anhanguera promove demissão em massa de professores




sábado, 17 de dezembro de 2011

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Autorretrato: Serra e a privataria tucana


Autorretrato: Serra e a privataria tucana

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Lavanderia financeira e privataria tucana


Lavanderia financeira e privataria tucana


Mais uma história escondida pelo PIG

Lavanderia financeira
Não é de gente de bem
Quanto mais usa
Multiplica os bens
E o sujeito abusa
Posando de vestal
E só acredita nele
O indigente mental.


Os veículos de comunicação
Sabem que no Brasil faltam liberdades    
Por isso ocupam toda a grade
Com programas de futilidades
Quando alguém fala sério é desacreditado
Mas na capa de Veja o escroque
É homenageado
Posando de honrado.


Quando é importante
O povo não pode saber
O que não tem valor
Deve apenas entender,
Obedecer e comprar
O que o mercado determinar
Manipulando e organizando
Para no salário do povo avançar.


A vítima liga a televisão
No Jornal Nacional
E todo o dia é tratado de boçal
Fala de tudo o que não interessa
Mas da privataria tucana
Não fala nada
Protegendo a cumplicidade
Ao esconder a realidade.  


Mas o Amaury Ribeiro Jr.
É especialista
Escreveu Privataria Tucana
Obra documentada e vasta
Examina os artigos
Do Código Penal
E não se cansa de dizer
Que é golpe de profissional.


É Preciado, Ricardo Sérgio,
Verônica Serra e Daniel Dantas
E os caminhos subterrâneos
Pelos quais os pilantras
Surrupiam nossas riquezas
Transferidas para as contas
Dos Privatas do Caribe
Sem deixar de lado o dinheiro no cabide.


São bilhões que viajaram
Acobertados por trapaças
Pensaram que ninguém descobriria
Suas malfeitorias perfumadas
Os tiranos e as ricaças
Desfilando em Higienópolis despreocupados
Aparecendo em Castelo de Caras
O hipócrita e toda a famiglia dos degenerados.   


Mas vieram o Amaury,
Paulo Henrique Amorim
E os blogueiros sujos
Denunciaram o que o PIG
Tentou camuflar e esconder
Mas não tem crime perfeito
A internet serviu de transmissão
Para mostrar a quadrilha em ação.


Vamos todos divulgar
Aos quatro cantos do mundo
Em português, inglês,
Espanhol e mandarim,
Que a escola de corrupção tem pós-graduação
E os professores bicudos
São Phd em desvios de recursos públicos e troca de favores
Pretendem ser eternamente os mandantes e senhores.


Por isso reafirmo
Ideia correta e certeira
País sem Lei de Meios
É escravo de barão
Para cumprir o dever patético
E teleguiado em toda ocasião
Vira vaca de presépio, ingênuo útil
E otário de plantão.


Acorda, Brasil
Cobre a Justiça
Enquanto o batedor de carteira é torturado
O ladrão de colarinho branco
Não pode ser incomodado
O ministro do Supremo
Emite habeas corpus de madrugada
Para o delinquente não ficar desanimado.





Paulo Henrique Amorim entrevista autor do livro A Privataria Tucana