sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Zapatero mata Estado de bem-estar social



Zapatero mata Estado de bem-estar social



Como diria Bertolt Brecht (1898-1956), o maior dramaturgo do século XX, "do nada, nada virá".

Eis que o mau exemplo vem da Espanha.

O premiê espanhol José Luis Zapatero faz acordo com a direita (PP) para acabar com o Estado de bem-estar social.

Ao aplicar o catecismo neoliberal integralmente, dinamita as bases de proteção social e deixa largados à fúria dos mercados milhões de pessoas.

As palmas soam entre os banqueiros e outros parasitas sociais que vegetam sobre o trabalho alheio.

Por sua vez, os brados das ruas serão mais retumbantes para arrancar da letargia e do autismo líderes que não passam de fantoches da aristocracia financeira.




Nenhum comentário:

Postar um comentário