terça-feira, 10 de maio de 2011

A realidade e suas contradições





A realidade e suas contradições

Não é fácil!


A realidade costuma nos surpreender.
Recentemente, o Japão precisou repensar seu programa nuclear em virtude de acidentes naturais (tsunami, terremotos) que atingiram o país. O perigo de uma catástrofe daquela proporção deixou em alerta autoridades de todo o mundo. Muitos projetos de usinas que utilizam esse tipo de energia estão sendo reexaminados e os protocolos de segurança passaram a ser mais rígidos.
Por outro lado, além da contaminação radioativa do ar, a água também foi motivo de preocupação ao apresentar indícios da presença radioativa. A ingestão de água da torneira, mesmo a tratada, deixou de ser recomendada e se indicava apenas o consumo da água mineral em garrafas plásticas industrializadas.
A devastação imediata de cidades inteiras acendeu um sinal amarelo a respeito de como o ser humano se relaciona com o meio ambiente.
Quando pensamos a respeito de formas de exclusão (social, política, econômica, cultural), uma mesma indignação nos acompanha. Quantos deixam de ter acesso às condições mais básicas porque a sociedade é altamente competitiva e não tem visão solidária sobre a inserção de milhões de pessoas a cidadania.
Assim, da mesma forma que os acidentes provocados por desequilíbrios causados pelo ser humano no meio ambiente, as injustiças sociais produzidas no meio socioeconômico também são responsabilidade humana.
Portanto, devemos observar a realidade com atenção para responder aos desafios diários e interferir para implementar projetos que viabilizem uma sociedade mais equilibrada e mais justa.

Um comentário:

  1. Ótimas considerações Agenor. Pena que o que parece óbvio para alguns é ignorado pela maioria.
    Mas, sigamos tentando... Quem sabe um dia tudo venha à tona em bom tempo. Abraços

    ResponderExcluir