segunda-feira, 9 de maio de 2011

O que se pode esperar de um governo tucano?





O que se pode esperar de um governo tucano?



Arrogância tucana


Em São Paulo sabemos quando somos de primeira ou de segunda classe.
Superintendente do Hospital das Clínicas, Marcos Fumio Koyama, encontrou maneira bem explícita e pedagógica para não restar quaisquer dúvidas sobre o valor atribuído às pessoas.
Seguindo a receita bicuda, sendo de categoria inferior, o sujeito deve se endereçar para a espera anual para cirurgias eletivas e meses para exames simples. Fatalidade é o nome dado à morte por não ser resignada e aguardar pelos prazos alongados aos destituídos de sorte.
Empecilho não encontrado por portadores de planos de saúde, bem recebidos e encaminhados imediatamente para atendimento de suas necessidades.
Privatização é o nome da praga tucana. O ódio de classe é a sua origem.
 Na saúde, e no caso específico que comentamos, representa a apropriação da estrutura do HC pelas empresas particulares que se valem da prestigiosa instituição, de seus professores catedráticos e dos recursos públicos para atenderem seus pacientes com privilégios a anos-luz de distância dos simples mortais que se amontoam nas salas divorciadas do padrão de qualidade encontrado no andar de cima do mesmo prédio.
Não precisa atravessar a rua. Basta subir um andar para compreender as diferenças, no mesmo edifício, entre a dignidade reservada aos portadores de planos privados e o paradigma tucano reservado aos pobres.
Desvalidos seres cujo atendimento das necessidades atuais gravita no futuro remoto e a eles não devem ser prestados serviços com rapidez, atenção e humanidade. São párias cuja natureza resolveu manter no andar de baixo para não contaminar a classe cheirosa, bem ao gosto da aristocracia de Higienópolis do Tucanistão. Preservar a cobertura dos riscos sanitários do contato com a plebe é a materialização do modo de governar dos reacionários tucanos, que não se cansam de ultrapassar os limites da direita no espectro político. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário