sexta-feira, 13 de maio de 2011

Muro de lamentações





Muro de lamentações





Apesar dos pareceres contrários do Ibama e de todas as entidades preocupadas com o meio ambiente, PSDB/DEM/PPS e assemelhados querem que alguma construtora caridosa erga um muro de lamentações do tamanho das desditas dos defensores da elite e dos endinheirados.

Alegam que a incompreensão popular tem levado tais agremiações para o limbo, mantendo-as no ostracismo por largo período.

Cientes da fúria popular contra os tenazes heróis de Daniel Dantas e Cia., os vanguardistas do atraso apelam para que a altura da obra seja a mesma da devoção que prestam às famílias ricas no santuário do deus-dinheiro.

Por meio de sms e emails que inundam as caixas de mensagens dos barões, os fiéis escudeiros do neoliberalismo decrépito clamam por retorno aos serviços prestados a seus senhores.

Diante do despedaçamento dos partidos céleres em atender banqueiros, a obra é vista como tentativa desesperada de fazer ouvir as preces dos que permanentemente viraram as costas aos interesses do povo.

Enquanto as licenças ambientais não saem, muitos abandonam o naufrágio rumo ao PSD, legenda nova dos velhos apologetas da exclusão.


PS.Desmoronou! A ladainha não surte mais efeito. Povo ingrato! Mundo cruel!

PS.2: PSDB chora um rio Amazonas por dia. Oh, coitado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário