quarta-feira, 4 de maio de 2011

Erradicar pobreza extrema é o próximo desafio



Erradicar pobreza extrema é o próximo desafio 


        Pobreza extrema: 16,2 milhões de brasileiros (8,5% da população brasileira), que vivem com renda per capita de até R$ 70,00, incluindo naquele total 4,8 milhões que não têm renda alguma.

A desigualdade atingiu o menor patamar histórico em 2010. O índice Gini, coeficiente para medir a desigualdade, foi de 0,5304, o menor valor em 50 anos.

Desigualdade de Renda na década, estudo da FGV, demonstra o resultado da adoção de políticas públicas que combatem a pobreza.


Marcelo Neri, do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio - FGV, explica o crescimento de renda ocorrido no país: "a renda dos 50% mais pobres aumentou cinco vezes mais do que a dos ricos nos últimos 10 anos, reduzindo a desigualdade no Brasil".


CNN



Para Marcelo Neri, "o que está bombando na economia brasileira são as pessoas que se encontram na base da distribuição de renda, como trabalhadores da construção civil, empregadas domésticas e a população do nordeste, a mais pobre do Brasil. Pela primeira vez vemos afrodescendentes com renda muito maior do que brancos".

Causas desse crescimento? Bolsa Família e criação de empregos formais são algumas das explicações.




CCTV – China







O Brasil teve um crescimento enorme na última década, evidenciando a classe média emergente brasileira. Maria Bartiromo, da CNBC, conversa sobre isso com Marcelo Neri.

CNBC







Acesse o estudo da FGV:



Nenhum comentário:

Postar um comentário