terça-feira, 8 de março de 2011

Texto base de Jack London: “Um pedaço de bife.” Danielle Rezera







DANIELLE REZERA

Texto base de Jack London: “Um pedaço de bife.”

Tom vai à luta. Despede-se da esposa e lhe garante uma vitória. No caminho seu estômago dói. Lembra-se de todo esforço que fizera dia após dia; as dores que já tivera; dores que lhe valeram a vida; dores de que nada valeram.

E naquela noite, a dor da fome infringia a ele a dor da memória, da insignificância e da leviandade da vida.

Lutara tanto e hoje, aos quarenta anos, ainda doído das derrotas e das vitórias, era muito mais um perdedor do que um rei.

Aliás, rei fora por pouco. Muito pouco tempo. E esse título, ainda que honroso e curto, lhe custara as dores que sentia. Estas sim, ficaram.

Chegou ao ginásio e pode ver o público. Pode lembrar-se do tempo em que fora rei.

Vibrou por dentro e chorou por dentro.

Virou-se, desistiu. Voltou à memória e vira o quanto perdera.

Foi tamanha sua perda que se doía por um pedaço de bife. “E só um pedaço de bife não vale toda essa dor. Voltarei vitorioso e não doarei mais nenhum pedaço de bife de mim.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário