quinta-feira, 31 de março de 2011

O reitor da USP (Universidade de São Paulo), João Grandino Rodas, é unanimidade: todos o rejeitam




Retire-se, sr. Rodas.

O reitor da USP (Universidade de São Paulo),
João Grandino Rodas, é unanimidade: todos o rejeitam

O reitor Rodas resolveu reinventar a roda.

O problema é que ele resolveu fazer da USP laboratório de testes para conseguir êxito em sua inglória tarefa.


A comunidade acadêmica não pode ficar à mercê de experimentalismos exóticos, impopulares e estranhos.


Por exemplo, algumas de suas decisões autoritárias:


a demissão de funcionários aposentados que estavam na ativa (feita, na calada da noite, em período de férias);

a transferência de alguns servidores para escritórios fora da Cidade Universitária (sem a consulta aos funcionários);

o desalojamento de grupos de estudos (sem garantias de que eles terão outra locação para suas atividades).


Por que razão o sr. Rodas, isolado politicamente, continua a rejeitar o diálogo?

Seu autismo administrativo tem cura?

As relações humanas devem ser cultivadas. Mas notamos a prática reiterada de hostilizar os movimentos organizados de funcionários, estudantes e professores.

A decadência da instituição é flagrante. Apesar disso, o passo a frente diante do abismo não se detém.

Algumas determinações podem ser corrigidas; outras são irremediáveis.

Não há recauchutagem que melhore métodos antidemocráticas. Quando a estrutura fica comprometida, a simples reforma já não resolve. São necessárias transformações de porte.

Sr. Rodas, interrompa o desgosto causado por suas deliberações. Renuncie. É um gesto de grandeza, não compatível com sua trajetória, é verdade. Mas quem disse que não podemos nos aperfeiçoar?

Largue o fardo de seu mandato, que o sr. insiste em transferir o peso para aqueles que sofrem com disposições dissonantes das necessidades que a USP e sua comunidade merecem.

Quando nos falta apoio, a humildade nos aconselha.

Mas sua surdez a tudo e a todos prejudica de forma indelével a USP como instituição.

O sr. é persona non grata. Retire-se!

Um comentário:

  1. O Senhor Reitor da USP, João Grandino Rodas, adquiriu da FAPESP dezenas de imóveis, inclusive quase 100 vagas de garagem ao custo de R$70.675,00 cada uma, com um custo total superior à 35 Milhões de Reais. Vai utilizar-se dos referidos imóveis para transferir departamentos e funcionários, tudo isso, sem a menor consulta aos Órgãos Colegiados, chefias e aos trabalhadores. Os imóveis, em sua maioria, ficam 15 km distantes da Cidade Universitária, causando transtornos à comunidade acadêmica, ao transito e aos trabalhadores, que terão suas vidas desestruturadas.
    A sociedade deverá estar atenta aos atos administrativos e às decisões que o Reitor da USP vem protagonizando, com desvio de finalidade das atribuições desta Universidade. O apelo que fazemos à sociedade e aos órgãos da imprensa se faz necessário para que haja pressão nos órgãos fiscalizadores, Ministério Público e TCE, para barrar as ações predatórias deste senhor, pois a comunidade acadêmica, através do Conselho Universitário, fiscalizador das barbaridades do Reitor, (com nossas desculpas aos bárbaros) está com medo de promover seu impeachment por suas ligações à Seita.
    Outras informações no Blog do Sintusp: http://uspsaocarlosnagreve.blogspot.com/

    ResponderExcluir