domingo, 9 de janeiro de 2011

Neoliberalismo




Capital é trabalho não pago. Daí a acumulação do capitalista.

E a cidadania, o que pode fazer?

A direita brasileira, patrocinadora do golpe de 1964 e de suas mazelas, deve indenizar o povo.

Neoliberalismo é instrumento de concentração de renda.




Neoliberalismo


Rugem os leões

Sorriem histericamente as hienas

Rugidos cadavéricos

Sorrisos macabros

Globalização!

Exulta o ladrão.




Rangem os dentes

Choram descompassadamente

Ranger receoso

Choros nervosos

Oceano de sangue

Cassetetes pacificadores

Globalização!

Exulta o ladrão.


Mar de gemidos

Obediência voluntária

Disparavam o ódio

Dispersavam o amor

Dizimavam os povos

Diziam-se os bons

É o fim da História

Globalização!

Exulta o ladrão.


Atingidos povos inteiros

Estraçalhados os corações

Fábrica de cemitérios

Diziam-se os bons

É o fim da História

Globalização!

Exulta o ladrão.


Hipócritas! Hipócritas! Hipócritas!

Mas...

Os ouvidos estão surdos ao rugir dos leões

Os olhos estão cegos ao sorriso histérico das hienas

Os braços impedem a passagem de rugidos cadavéricos

As pernas chutam sorrisos macabros


Porque...

O ranger de dentes é das metralhadoras

O choro descompassado é da emoção

O ranger receoso não mais nos pertence

O choro nervoso é dos tiranos


E...

Se estancará o sangue

Não existirá a paz dos cassetetes


Pois...

O mar de gemidos inundou os usurpadores

E a obediência voluntária feriu seus acólitos


Eles...

Fugiram em disparada

Atraiam-se ao dispersarem-se

Os povos os dizimavam

Bons, ninguém dizia deles


Nós...

Atingidos por inteiro nos erguemos;

Tendo os corações estraçalhados, os reconstruímos

A fábrica de cemitérios foi enterrada

Não dizíamos que eles eram bons

Quem dizia eram os hipócritas.

É o fim da ladainha do fim da História;

É o fim da ladainha da globalização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário