segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A direita brasileira, patrocinadora do golpe de 1964 e de suas mazelas, deve indenizar o povo. PIG, pague por seus crimes!



A direita brasileira, patrocinadora do golpe de 1964 e de suas mazelas, deve indenizar o povo. PIG, pague por seus crimes!


O PIG (Partido da Imprensa Golpista) forneceu infraestrutura para o regime militar e para suas práticas sistemáticas de tortura.

Quem foram os torturadores e por que estão impunes?

De veículos cedidos ao DOI-CODI (para ocultar a identidade dos torturadores) às doações financeiras ao regime de exceção, nada pode ser apagado da memória coletiva.

Apoio ostensivo ao golpe militar de 1964 e suas práticas de terror deram frutos à elite reacionária e despótica.

Espancamentos, afogamentos, choques, estupros e sabe-se lá que métodos apreciados pelos torturadores e seus cúmplices foram largamente implementados.

A cidadania também tem suas curiosidades, não só os jornais piguianos.

Que tal sabermos quanto as empresas piguianas doaram ao regime militar, desde o início?

Quem eram os portadores da bandeja entre os empresários?

Quais foram os capitalistas e quanto aportaram para o sucesso do tenebroso regime ditatorial?

Gostaríamos de um editorial de todos os jornais/tvs/rádios/igrejas/empresas piguianos reconhecendo suas ações antidemocráticas e rogando perdão ao povo brasileiro.

O que não quer dizer que esqueceremos as barbáries perpetradas por seus acólitos.

Mas podem ficar tranquilas, famílias piguianos. Ninguém vai torturá-los. Nós não somos adeptos de suas práticas.

Os grupos oligárquicos (que financiaram e foram amplamente contemplados com a “bondade” do aparato repressivo) e os criminosos da ditadura militar devem pagar por seus crimes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário