terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Multiplicar a transparência


Multiplicar a transparência


WikiLeaks é perseguido por mostrar o que é decidido nos palácios...



Quando informações sobre as elites chegam aos mortais, os imortais superpoderosos, no Olimpo, procuram criar mecanismos de censura para impedir que saibamos o que eles confabulam, tramam e executam contra nossos interesses, mas com nossos recursos.


"Tudo é para o bem do povo", dizem, sem consultar o suposto beneficiário de ações tão edificantes.


Invasões militares, guerras, execuções, apedrejamentos etc. "devem ocorrer para a tranquilidade geral".


De nosso lado, rejeitamos tais cuidados.


São hostis amparos e proteções que nos alienam, nos acovardam e nos tornam cada vez mais um serventuário da dominação.


Quando aceitamos os abomináveis atos dos "defensores da humanidade", colaboramos com o status quo.


Entendemos que a cada disparate do poder, tenhamos que repor a razão e desmontar as artimanhas ideológicas das classes dominantes “redentoras”.


A cada flagrante desprezo da dignidade humana, precisamos erguer bem alto nossa indignação e barrar a continuidade espúria da barbárie.


Quando impera a intolerância e o preconceito, devemos retomar pela inteligência o território e dialogar com lucidez para esclarecer os incautos e alertar os espertalhões de que não somos tolos.


Eles imaginam que podem nos intimidar com a truculência indefinidamente.


Mas vamos lutar para que a verdade possa emergir independentemente da chancela deles.


Liberdade é conquistada a cada dia.


Essa é nossa luta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário