domingo, 26 de dezembro de 2010

Lipoaspiração cerebral. Limpador multiuso “Veja” reforça preconceito - Publicidade IV





Lipoaspiração cerebral.

Limpador multiuso “Veja” reforça preconceito.



O cenário é uma cozinha. Os objetos próprios a ela: o fogão, a coifa, a geladeira etc. estão presentes. A tarefa da personagem é limpar a cozinha, excessivamente “gordurosa”. A representação da sujeira é expressa por meio de recursos de computação gráfica, que “humanizam” esses objetos e, ao mesmo tempo, os distorcem. O fogão, por exemplo, aparece com imensos quadris; a coifa, transpira gordura por todos os seus poros; a geladeira, tem uma barriga imensa, obesa.

Insatisfeitos, seus redatores acrescentam o apelo (ou será “apelação”?): “Faça uma lipoaspiração na sua cozinha.”

Sabemos que a vaidade feminina é instada de forma reiterada com a mensagem autoritária de que se deve ter o “corpo perfeito”, quer dizer, seguir o padrão cultural imposto por aqueles que têm o poder de determinar o que é o “belo”, o “melhor” etc.

Associar a limpeza da cozinha (de seus aparelhos domésticos) à “sujeira” de quem tem peso fora do modelo imposto, é agressão que fere profundamente a vaidade das mulheres. O constrangimento social é multiplicado, pois se aduz que são “sujas” as que não fazem a lipoaspiração “redentora”.


Infrações ao Código de Ética do Conar:. Artigos 1º, 5º, 6º, 15, 19, 20, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 34 e 37.



Um comentário:

  1. Genial! Superbem observado. Que cretinos, esse pessoal não tem controle de qualidade, ninguém raciocina que há donas de casa gordas? Parabéns, adorei!

    ResponderExcluir