quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Pitacos do dia e outras palavras



Pitacos do dia e outras palavras


Alienação: nunca mais!

Nota de falecimento: “João, otário de plantão”, morreu. Causa mortis: Empanturrado com os inúmeros anos de investidas do PIG para fazer-lhe lavagem cerebral. O sepultamento ocorreu sem que seus familiares se lamentassem. Ao contrário, a euforia foi geral. João despertou do berço esplêndido e renasceu: deixou a alienação para trás e, de agora em diante, recusa-se à prescrição de lobotomia imposta diuturnamente pelo PIG. Dizem que passou até a frequentar reuniões nas quais não se ajoelha ao deus Capital. Largou o senso comum numa esquina qualquer e está irreconhecível. Seu antigo preceptor, Pangloss-PIG, encontra-se furioso e já pediu conselhos ao Farol de Alexandria, mas este, por conta da senilidade e do currículo, vem sendo escondido por seus pares bicudos. Há quem diga que João passou a ler material de qualidade e deixou de lado todas as estultícias piguianas. Sua saúde mental é excelente e anda de papo cabeça com uma estudante de ciência política.


Alienação

A ignorância é a maior erva daninha do mundo: ela propicia a corrupção e todo tipo de abusos contra os setores mais pobres e vulneráveis.


Questão de Princípios de "homens públicos".

Se há bens: "Habeas corpus".

Senão: "Teje preso!"


$$$$$$$$

A facilidade com que os tubarões obtêm milhões/bilhões em malas, bolsos e Bolsas é emblemático da corrupção intrínseca às instituições. A contrapartida de tudo isso é a miséria produzida por esses parasitas sociais.


Crise financeira internacional

Estamos assistindo ao derretimento do mercado financeiro internacional desregulamentado. O dinheiro sem restrição e multiplicado especulativamente só produz ruínas. Vamos repudiar os representantes políticos (PSDB, PFL-DEMO etc.) dessa desgraça econômica (neoliberalismo).


Educação

O aborto da curiosidade natural das crianças é sintomático da escola autoritária. Por isso, a escola com essa característica é tão triste.


Mercadoria educacional

A mercantilização não poderia criar outro tipo de coisa. Quando presenciamos o divórcio das práticas escolares com a realidade --- como observado largamente por aqueles que têm um mínimo de sensibilidade para compreender a tristeza da escola burocrática---, não nos surpreendemos pelo repúdio manifestado pelos alunos diante dos professores que mantêm suas aulas fossilizadas e imersas em formol. Sábias são as crianças que repelem esse estado de coisas. Entretanto, precisamos criar alternativas que possibilitem a produção de espaços de reflexão para abrir caminhos que impeçam as crianças de caírem num beco sem saída.


Educação II

Indicadores oficiais revelam a existência no Brasil de 2 milhões de analfabetos entre crianças de 7 a 14 anos, apesar da maioria frequentar escolas.

Precisamos pensar no fatores geradores dessa situação e como a interdisciplinaridade pode colaborar para atacar o problema.


Vida e educação.

A escola alheia à realidade é típica da obsolescência programada das instituições escolares caducas.


Educação autoritária

A reflexão consciente sobre nossa própria infância já pode ser um antídoto contra a imposição da lei do mais forte. É um caminho mais longo, mas certamente mais saudável, dialogar e compreender as potencialidades e as razões que os outros expressam. Assim procedendo seremos mais sensatos para agir com amor e não com intolerância.


Imprensa "livre" quer pautar a humanidade

Irremediável blogueiro independente é atacado pois não segue a cartilha e o catecismo neoliberal defendidos pelo PIG. Por não curvar-se aos mandamentos totalitários da imprensa “livre”, seu comportamento é repreensível para os sagrados guardiões (pretensos proprietários) da humanidade. Eles estão apavorados pela simples razão de que estão perdendo, aos poucos, o vasto monopólio das comunicações. Talvez a internet seja a primeira cidadela onde isto se configura. Caso a democracia seja alargada em nosso país, outras mídias também serão beneficiadas pelo ar fresco de ideias que combatem o bolor embalsamado das mentalidades oligárquicas. Felicitações pelo seu programa.


A burguesia na cadeia

O Arruda chora na cadeia. Suas choramingas não convencem nem os mais tolos, apenas seus fanáticos (os tolos sem cura).



Nenhum comentário:

Postar um comentário