quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Serra usa Deus como cabo eleitoral



Serra,

Pare de utilizar a religião para distorcer a realidade.

Não pense que Deus é seu cabo eleitoral.

Respeite as crenças alheias e não manipule o sagrado para conseguir de maneira vil votos que a população continua a negar-lhe.

O desespero e essas práticas medievais teriam sentido há 500 anos.

Hoje, observamos sua caminhada ao lado da TFP, da Folha, do Estadão, Veja etc., ou seja, de todos aqueles que patrocinaram o golpe de Estado de 1964.

Tenha um pouco de lucidez e saiba que o que é obtido de qualquer maneira vai cobrar preço altíssimo.

Desmoralizar, caluniar, desqualificar, injuriar é a direção tomada por você e seus seguidores.

Mas lembre-se, quem está empregando armas sórdidas terá a resposta altiva do eleitor, que não se intimidará com sua campanha do ódio, do medo e da ignorância obscurantista e medieval.

Que Deus tenha piedade de sua alma.




Nenhum comentário:

Postar um comentário