quarta-feira, 30 de junho de 2010

Serra é um horror



Serra é um horror.

Não conhece a humildade,

Pensa ser gênio da humanidade.

Quando tranquilo, entorna;

Diante da refrega, apela.

Desagrega sem parar,

Nem mesmo os apoios tradicionais consegue manter;

Com sua infinita incapacidade de dialogar, isola-se.

Perito em dossiês, espalha-os à granel,

Instado a responder, pergunta. Foge.

Mal-humorado, quer tristeza.

Mas os brasileiros querem alegrias e não dissabores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário